top of page

Os incríveis poderes da hiperautomação

Série "Os Incríveis Poderes da Hiperautomação" | Post 1


O Gartner Group, uma das empresas de consultoria de tecnologia mais respeitadas do mundo, projetou que a receita com softwares que integram tecnologias de hiperautomação chegariam a quase US$ 600 bi em 2022. O Gartner também espera que até 2024 as organizações reduzam os custos operacionais em 30% ao combinar tecnologias de hiperautomação com processos operacionais reprojetados.


Até 2024, o Gartner Group projeta uma redução de 30% dos custos operacionais das organizações que aplicam hiperautomação a processos operacionais.

Apesar da hiperautomação de processos ser um mercado massivo e, até então, de crescimento silencioso, poucas empresas e profissionais conhecem o seu conceito e múltiplas aplicações. Por ser uma combinação de tecnologias que gera resultados expressivos através da ampliação da colaboração homem-máquina, onde cada parte é destinada à tarefas, dentro de um dado processo, que tem melhor desempenho, será um importante vetor de diferencial competitivo e de ampliação das margens dos negócios no futuro próximo.


Em pouco mais de 3 anos como CEO de uma empresa que aplica a hiperautomação nas suas soluções e dentro da empresa, pude comprovar os enormes ganhos de eficiência operacional e os superpoderes obtidos pelos gestores que adotaram a tecnologia.


A hiperautomação será um importante vetor de diferencial competitivo e ampliação de margem dos negócios no futuro próximo.

Por isso, resolvi escrever uma série de posts sobre o poder que a hiperautomação traz para os negócios, partindo do seu conceito, como funciona e suas aplicações em diferentes setores e no nosso dia a dia.


A hiperautomação é considerada uma das tecnologias de maior impacto nos negócios nos próximos 5 anos e o Brasil está bastante atrasado na sua adoção. Quem sair na frente, colherá resultados inesperados. Até o próximo post!

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page